Basta o sol dar às caras, e aumentar a temperatura, que aparecem as pernas de fora. Afinal, tecidos leves e cortes comprometidos com o conforto são atributos que agradam os homens, pois não aquecem e permitem os movimentos do corpo, e a respiração da pele – que dá a sensação de frescor. É por isso que não há peças que melhor caracterizem o verão masculino como as bermudas e os shorts. Os recentes desfiles de verão exibiram novas propostas, ou releituras, quanto ao comprimento, cores e estampas.

Comprimento
É unânime entre as marcas a tentativa de emplacar de vez as bermudas mais curtas, que terminam acima do joelho. Todas as coleções exibiram esse comprimento que favorece os baixinhos, pois alonga a perna. Além do recorte seco e próximo ao corpo.

As duas dobras na barra, vistas inicialmente nas calças, também pintaram nas bermudas, na tentativa de estimular a adesão ao curto. Só não vale ficar pesado e com muito volume, atento a isso, todas as bermudas podem receber as dobras, inclusive a jeans – que está super lavada e quase branca.

Os shorts estão ainda mais confortáveis, pois ganharam cortes amplos e barras largas (que também podem ser dobradas).

Numa releitura ao sucesso dos anos 80, os shorts super curtos pintaram novamente.

Cores
As cores vivas do flúor e néon dão lugar aos tons apagados, chamado pastéis. Com destaque ao turquesa, coral, e tons de cinza (inclusive os bem claros), além dos tons terrosos: cáqui, bege e verde. O preto e o branco são clássicos e por isso sempre continuam.

Estampas
As estampas aparecem com diversas inspirações: floral, animal, listra, abstrata, tropical e, quem diria, poá (as bolinhas).

Fotos: reprodução