Calças da marca Indochino

O Jeans começou a ser fabricado em 1872 em Nimes, na França. O nome “Tecido de Nimes” acabou sendo abreviado por apenas “denim”. A princípio, quem importava esse tecido era a Itália, para confeccionar os uniformes dos marinheiros que trabalhavam no porto de Gênova. Esses genoveses, chamados de “genes” pelos franceses, acabaram também ganhando créditos dos norte-americanos, que o apelidaram de “jeans”. Levi Strauss foi quem criou o jeans nos Estados Unidos no ano de 1853 para atender garimpeiros da Califórnia. Os rebites de reforço foram patenteados em 1873 por Levi Strauss e Jacob David. Tachinhas de cobre foram utilizadas para dar uma maior resistência aos bolsos que não estavam resistindo ao peso colocado neles. Os pontos críticos das calças foram reforçados, tornando-as mais duráveis. Peças de jeans são artigos de confecção têxtil destinado ao vestuário que usam como matéria-prima tecidos Denim. O que podemos chamar de verdadeiro jeans é o de coloroção azul, que veio só depois, quando Levi Strauss decidiu tingir as peças com o corante de uma planta chamada Indigus, dando a cor pela qual o jeans é hoje conhecido. Populares na atualidade, as calças jeans evoluíram com o tempo e hoje são indispensáveis no mundo da moda. A partir de então, cada vez mais os trabalhadores utilizavam o jeans para exercer suas tarefas mais árduas e de exigência física. Entretanto, o jeans só passou a ser utilizado no dia-a-dia, já no século XX.

Há vários tipos de lavagem na fabricação do jeans. Seja um aspecto de muito uso, mal passado e etc. Algumas rasuras em jeans são feitas com ferramentas de construção antes de sair da fábrica como por exemplo uma esmerilhadeira. As lavagens são black, bruto, estonado, delavê e cinza.

Black: Jeans de roqueiro, a modelagem mais atual é a skinny, mais justa no corpo.

Bruto: em sua cor original, o jeans é mais chique. Combina com camisa social e blazer.

Estonado: Com cara de gasto, deixa marcas do tempo. É a lavagem mais charmosa.

Delavê: Claro, macio e com jeito destruído, volta a cada verão com pegada hippie.

Cinza: É neutro, combina com peças pretas.

São 7 tipos de calça jeans para vocês conhecer:

Tradicional: Cintura no lugar e pernas de corte afunilado. Já foi chamada de five pochets (cinco bolsos), três na frente e dois atrás, uma referência à pioneira 501 americana da Levi’s. Por seu corte acompanhar as linhas do corpo, costuma vestir bem a maioria das pessoas.

 

Antifit: Modelagem da 501, o primeiro modelo da Levi’s.Tem botões ou zíper, adaptada a silhueta do consumidor, com cintura baixa, quadril desestruturado e corte reto nas pernas. Como o nome diz, não é um jeans de caimento perfeito; fica com pequenas sobras no quadril e cavalo. Tem pontos a favor: o conforto e o estilo.

  

Bootcut (Corte para botas): Uma variação do antifit tem a perna um pouco mais larga do joelho para baixo, para facilitar o uso de botas para dentro da calça. Semibaggy: por ter cintura no lugar, quadril largo e corte da perna ligeiramente afunilada, de cintura fina e quadril largo.

Slim Fit: (caimento justo, apertado): com cintura baixa, tipo Saint-Tropez, marca bem os quadris e tem as pernas justas, com corte afunilado ou reto.

Oversized (tamanho exagerado): é o jeans bem folgado. Suas formas amplas não favorecem as mais baixas (achatam a silhueta) nem as gordinhas (parecem ainda mais gordas). Base extra dimensionado de cintura larga, quadril desestruturado e pernas amplas.

    

Skinny: Modelagem bem justa, principalmente abaixo do joelho. Parecida com a Legging, porém de tecido Jeans.

    

Flare (boca de sino): O modelo flare é a versão da boca de sino típica dos anos 70. Esta releitura, no entanto, tem corte reto até o tornozelo e, a partir da metade da panturrilha, uma leve abertura. Em tons escuro, como jeans índigo, azul marinho e preto. A calça aberta rente ao chão deve cobrir o sapato, deixando apenas a ponta aparecer.

    

O @HomemModerno curtiu. E você?