Todo homem vaidoso que se preza já ouviu falar do mito de Narciso, o jovem que, ao se apaixonar pela própria imagem refletida no lago, terminou morrendo afogado.

O que muitos não sabem é que, segundo a lenda, Narciso não morreu exatamente por seu egocentrismo puro e simples, mas sim como um castigo por rejeitar Eco, uma ninfa que o amava e que por não ter sua atenção, morreu de desgosto.

Os deuses puniram-no com uma paralisia emocional que o impedia de se desligar de si próprio e perceber o mundo a sua volta e que terminou tragando sua vida.

Inebriado na falsa impressão (e valor) de sua própria beleza, Narciso caiu na armadilha do ego e provou (amargamente) o resultado de um descompasso que muitos homens nos dias de hoje também experimentam. Exemplos não faltam: alguns, a cada espelho que encontram, conferem o penteado, outros usam perfume até para ir à padaria e, por fim, outros gastam rios de dinheiro com tratamentos estéticos na esperança de parecem jovens a qualquer custo.

                           cristiano-ronaldo
               
O jogador Cristiano Ronaldo: vaidade em excesso?


Aqui temos o tão conhecido narcisismo com uma nova roupagem, a moderna “metrossexualidade”; termos diferentes, mas com a mesma essência: vaidade em excesso. Uma armadilha posta (e esperando) homens desavisados e crentes unicamente em si mesmos.

Muitos homens tem entrado numa paranóia a respeito de sua estética e tem, infelizmente, observado demais a sua imagem refletida no lago ao invés de viver a vida. 

 Afinal de contas: quem serve quem? Quem comanda quem? Se você não vai tomar um choop com os amigos porque engorda ou não vai ao parque com a família porque está sol demais, há algo de errado aqui, é preciso repensar toda a situação.

O instrumento (cosméticos, perfumes, academia e outros) deve servir você, e não o contrário. Cosmético é para cuidado e bem-estar e não para dominar, te escravizar.

Se Narciso tivesse uma nova chance, com certeza optaria pelo MCME: ‘ Movimento Contra a Metrossexualidade Excessiva’ , e levantaria essa bandeira.A bandeira pelo equilíbrio, pela lógica do ‘menos espelho e mais vida.’  

 

Hey MAN, saia de perto do lago!