No último fim de semana fui conhecer a mais nova casa do Grupo Vegas, a PanAm Club, localizada no topo do icônico Hotel Maksoud Plaza na Alameda Campinas, 150. Fruto de uma parceria entre Facundo Guerra e Henry Maksoud Neto, o espaço é um mix de bar e balada inaugurado no começo deste ano. Sem possuir uma programação fixa sua proposta é ser palco de diferentes festas e eventos que ocorrem na noite paulistana.

A casa

Foto: Divulgação / Página Oficial Facebook

O local teve como inspiração a Pan American World Airways, mais conhecida como PanAm, principal companhia aérea norte-americana dos anos 1930 e ícone cultural do século XX. Do saguão de entrada à decoração, tudo foi minimamente pensado para lembrar uma aeronave. O elevador panorâmico com vista para o interior do hotel, além de fascinar pela altura da construção, cria a sensação de nos colocar nas alturas, literal e figurativamente. O final da “viagem” tem como destino um longo corredor de luzes azul néon com alto-falantes que reproduzem sons que mais parecem anúncios de aeroporto. Num piscar de olhos a sensação é de se estar caminhando por um finger prestes a adentrar em um avião, com direito a luminoso da PanAm ao fundo e tudo.

Destaque para a pista de dança da casa.

Destaque para a pista de dança da casa.

O embarque, porém, nos leva a dois lances de escada, uma porta giratória e, finalmente, a uma pista de dança com uma incrível vista de quase 360º da cidade, com néons coloridos no teto e paredes, barmen vestidos de pilotos e janelas de vidro do chão ao teto que, juntos, compõem um ambiente espetacular. Um dos maiores atrativos da casa é a possibilidade de subir ao heliponto para apreciar a vista panorâmica. Por mais que a área seja o fumódromo da PanAm, a maioria das pessoas vai ao cercadinho para ver a cidade de cima. De um lado avista-se a Av. Paulista, com suas antenas coloridas e imensos prédios; do lado oposto, o skyline da cidade com a Serra da Cantareira ao fundo. A vista é fantástica e eu tive a sorte de ir em um evento que começou durante o dia, o que me permitiu assistir o pôr-do-sol lá de cima. Mesmo durante a noite a vista dos inúmeros prédios e construções, com suas luzes acesas, é um charme total.

Com personalidade 

panam-club-maksoud-plaza-elevador

São Paulo parece finalmente estar assumindo sua vocação para a vida noturna e entretenimento com o aparecimento de casas que se propõem a ser mais que um espaço ao oferecerem experiências únicas aos frequentadores. Mais que um “rooftop club” a PanAm é um local para se apreciar, ver e redescobrir a capital paulista sob novos e diferentes ângulos.  Fiquei impressionado com a personalidade da casa, excelência do serviço, educação dos atendentes (manobristas, seguranças, ascensorista, barmen), qualidade das bebidas e da música (se bem que essa varia de acordo com o evento do dia) e o resgate histórico que tem sido feito em parceria com o hotel, que já foi considerado o mais sofisticado do país e agora tenta atrair a atenção do público jovem.

Fique de olho no instagram da PanAm e em sua página no Facebook onde são postadas as fotos dos últimos eventos e informações que do está por vir. A casa comporta até 250 pessoas e é bom garantir os ingressos com antecedência pois, além de mais baratos, têm se esgotado rapidamente. As bebidas têm o preço de balada em São Paulo: R$12,00 a longneck e drinks a partir de R$25,00. O preço dos ingressos varia de acordo com o evento. Totalmente indicado!

 


// Fotos: Divulgação
// Foto 1, 2,3: Página Oficial Facebook
// Agradecimento especial : Lily Scot e Thiago Portugal