Meu relacionamento terminou. Aonde eu errei?

Quem aí já ficou com aquela sensação ruim quando o relacionamento acabou, achando que poderia ter feito mais para dar certo? Eu já! E não foi apenas uma vez.

Falo com frequência nos meus processos de coaching, e parece meio clichê, mas irei dizer mesmo assim. ” O amor é como uma planta que precisa ser regada sempre” (piegas né? kkkkk também achei), mas faz total sentido!

No relacionamento é exatamente isso que acontece: quando deixamos de “regá-lo” com amor, paciência, cumplicidade, novos desafios, sexo de qualidade, tempo de qualidade e outras “coisitas” ele acaba “morrendo” e a única alternativa que se vê em alguns casos é o rompimento.
E aí sofremos, sofremos e sofremos.

Nem sempre é por falta de amor que um romance acaba.

separaçao casal porque terminei

Não existe uma receita de bolo para a felicidade, porém podemos contar com estudos de casos, experiências e relatos de profissionais da área que mapeiam um caminho a ser seguido para quem quer ter sucesso e ser feliz no seu relacionamento amoroso.

Eu quero passar para vocês as 3 atitudes que eu entendo, no meu ponto de vista, serem nocivas e que podem com certeza “desgraçar” qualquer relacionamento.

1 | CIÚME EXAGERADO

O ciúme é um sentimento instintivo e muitas vezes bem desafiador de controlá-lo. Ele caminha ao lado do medo, da insegurança e da falta de autoestima da pessoa que o sente. Alguns acreditam que o ciúme é uma prova irrefutável de amor e se sentem cuidados pelo parceiro/a, porém existem casos um pouco mais complexos e sérios com relação a esse assunto.

Digamos que sentir um “ciuminho” da pessoa que amamos seria comum, visto que podemos nos sentir ameaçados de alguma maneira por alguém e aí o medo de perder quem amamos se manifesta.

“Porém, o que eu gostaria de tratar aqui seria o ciúme exagerado, aquele que não traz tesão para a relação e sim desgaste, feridas emocionais, tristeza, medo, insegurança e angustia”.

ciúmes porque namoro acabou

O ciúme recorrente e exagerado “minam” qualquer relacionamento saudável, pois ele traz consigo sentimentos tóxicos. Toda ação tem uma reação certo? Primeiro que o ciumento vive em estado de alerta, procurando algo e algumas vezes fantasiando de fato situações que o levam a sentir ciúme, com isso sente-se com medo, inseguro, triste e desesperado. O parceiro/a também vive no mesmo estado de alerta, com os mesmos sentimentos tóxicos, morrendo de medo de provocar o ciúme de alguma maneira.

A parceira (ou o parceiro) alvo do ciúmes deixa muitas vezes de ser quem de fato é, procurando se encaixar no que o outro espera que ela(e) seja.

Aí eu pergunto, dá para ser feliz assim? Num relacionamento cheio de limitações, de sentimentos nocivos e brigas? Pense.

” Mas Eliane, quando identifico se meu ciúme é patológico?”

Meu amigo, se você já perdeu inúmeros relacionamentos por causa do ciúme, se este sentimento é mais forte que você e quando percebe a briga se inicia de maneira violenta sem motivo aparente, se você  é obsessivo com relação ao seu parceiro/a é hora de procurar ajuda.

Isso mesmo! Procurar ajuda é uma decisão muito sábia, se não continuará neste círculo vicioso. Entenda, não precisa ser assim. Você merece ser feliz no seu relacionamento, merece ser livre, amado/a, se sentir seguro/a e viver um relacionamento harmonioso.

Agora se você está do outro lado, só atraindo parceiros/as ciumentos/as seria interessante observar sua matriz ativa (comunicação, pensamento e sentimento). Já falei sobre esse assunto em outra matéria (para LER CLIQUE AQUI). Esta matriz define suas crenças limitantes que estão intrinsecamente ligadas a esses resultados negativos na sua vida (tipo: viver atraindo pessoas ciumentas).

O que acontece é que a grande maioria acredita não sofrer de ciúme patológico, acabam encarando isso como natural, sofrem com essa situação, faz os outros sofrerem também e perdem a chance de viver de fato um relacionamento extraordinário com a pessoa que ama.

2| FALTA DE TEMPO DE QUALIDADE

Lembra aquela plantinha do amor? Se você não tirar um tempo para regâ-la, o que acontece? Ela morrerá tadinha!

tempo de qualidade para o casal

E o mesmo acontece com o seu relacionamento, meu amigo. Quem aqui gosta de atenção, carinho e tempo de qualidade com a pessoa que ama? Eu “adoroooooooooooooo”, rs. Aliás, no livro “As 5 Linguagens do Amor” de Gary Chapman, tempo de qualidade é uma das cinco linguagens.

Você sabe qual e a linguagem de amor do seu parceiro/a?

Eu sugiro que você descubra, pois isso pode fazer verdadeiro milagre no seu relacionamento. Fica a dica!

” E se eu lendo este livro entender que a linguagem dele/a é outra?” Simples! Aplique a que ele/a gosta e está tudo certo, você terá outras quatro opções. Pode ficar tranquilo, falarei sobre a linguagem do amor nesta matéria.

Alguns casais, iniciam o relacionamento dando o melhor de si em vários quesitos: na atenção, na doação, no sexo, no companheirismo, no tempo de qualidade, enfim, fazem de tudo para mostrar sua “melhor versão”. Acontece que com o passar do tempo, depois da conquista e do relacionamento estar “estável”, nós vamos relaxando um pouco aqui, depois mais um pouquinho lá e quando nos damos conta a rotina MALDITA tomou conta do relacionamento.

Aquele tempo que antes era super importante para você passar com o seu amor, já não é mais tão importante assim, nossas prioridades mudam. Já aconteceu comigo, por exemplo, ter plena consciência de que não estava dando a devida atenção para o meu marido, mas simplesmente não conseguir deixar de fazer outra coisa, tipo estudar mais.

É muito louco isso, concorda? Pois eu não estava na “ignorância”, eu sabia o que estava acontecendo, porém meu foco era outro, não era só o meu marido. Como resolver isso, Eliane?

A palavra da ordem é FOCO, colocar 100% do seu foco em cada momento do seu dia.

Se você está trabalhando, 100% de foco no trabalho. Se você está se exercitando, 100% do seu foco nos execícios. Se você está com a sua família, 100% do seu foco para a sua família. E se você está COM O SEU AMOR? 100% DO SEU FOCO NELE/A! Fez sentido? E você acha que TEM COLOCADO FOCO NO SEU RELACIONAMENTO?

por que meu namoro acabou dicas para relacionamento

3º| Querer mudar o parceiro/a

Sabe uma atitude que pode acabar com o seu relacionamento rapidinho? Essa! A de tentar mudar o seu/sua parceiro/a.

Você faz isso acreditando que será mais feliz com uma pessoa diferente do que tem no momento. HEIN?!!!! Não seria mais fácil e menos desgastante para ambos, você procurar “esta pessoa” que você julga que se encaixa melhor contigo?

Nos meus processos de coaching ouço muito isso:

– Mas Eliane, se ela/e fosse diferente, seríamos mais felizes.

Ninguém muda ninguém. Saiba que temos a nossa essência, nosso perfil comportamental (já falei sobre esse assunto também em outra matéria – LEIA CLICANDO AQUI) e ficamos tentando mudar isso ou aquilo nas pessoas, para que elas/eles se encaixem no nosso perfil ou modelo. Isso definitivamente detona qualquer relacionamento.

Vamos a um exemplo, o meu. Eu sou totalmente do tipo influente no meu perfil. E o que isso significa? Significa que amo pessoas e eu preciso me conectar com elas. Sou falante, me empolgo com facilidade, sou capaz de marcar em uma única noite 5 compromissos diferentes, sou agitada, adoro uma aventura, sair da rotina e não gosto muito de planejar as coisas.

Já o meu marido tem o tipo de perfil estável. Assim, ele é calmo, tranquilo e planejador. Para comprar algo pesquisa muito antes e não fará um passeio que não esteja muito bem planejado. Também é reservado, discreto, não tem tanta necessidade de se conectar com pessoas como eu e pensa mais do que realiza. Imagina nosso relacionamento antes do coaching, um desastre! Confesso.

Eu, mais do que ele confesso que ficava dizendo: “você precisa mudar isso, mudar aquilo, assim não dá, desse jeito não daremos certo, você é muito devagar, etc, etc, etc”. Posso contar uma história rápida?

Em nossa primeira viagem juntos, enquanto ainda estávamos namorando, ele me pegou em casa e quando chegou num determinado quilometro ele parou o carro e tirou um mapa (mapa sim, naquela época o GPS era novidade e não tínhamos ainda). Era um mapa enorme, aliás.

Eu olhei aquilo, fiz uma cara de espanto e disse:

–  O que é isso”

– Ué, isso é para chegarmos certinho – Ele respondeu.

Homens desse site, sabe o que eu fiz? Peguei este mapa e joguei pela janela! E completei dizendo: “Pare de ser chato, vamos sem rumo mesmo, é mais emocionante.”

Aquilo era emocionante para quem? Para mim, é claro! Está certo que estávamos indo para Brotas SP, apenas 100 km da nossa cidade e não tinha como nos perdermos. Mas isso é um detalhe.

3 atitudes que podem acabar com o seu relacionamento término

Agora, imagine como ele ficou, ele precisava se sentir seguro (por isso o mapa). E eu, no meu perfil influente, achava aquilo ridículo. Pensei até em terminar, porque eu considerava isso muito chato.

Perfil não é defeito!

Tinha nesta história uma pessoa certa ou errado? NÃO! Existia apenas um casal com perfis, atitudes, gostos e temperamentos diferentes. E quando essa ficha caiu para nós, passamos a respeitar o jeito um do outro. Fazemos concessões, flexibilizamos nas nossas ações para que os atritos não aconteçam com frequência.

Atualmente, temos um relacionamento muito gostoso, com respeito, tolerância, paciência, harmonia e muita alegria. Se ele quisesse mudar o meu jeito ou eu o dele, provavelmente não estaríamos mais juntos, ou continuaríamos juntos porque nos amamos, porém infelizes, buscando ser uma pessoa que na verdade não somos.

Então meu amigo, e minha amiga, ame verdadeiramente a pessoa que está ao seu lado, com os seus defeitos e qualidades. Você tem a opção de enaltecer tudo o que seu parceiro/a tem de melhor ou ficar resmungando, evidenciando tudo o que ele/a tem de pior. A escolha é apenas sua!

Abraços e até a próxima.