“Futebol é o esporte pra homem”. Essa frase, da qual todo mundo já ouviu uma variação já está deixando de ser verdade. O futebol continua sendo uma paixão nossa, mas uma coisa é certa: o poker é o esporte do homem moderno. Isso mesmo! Todo homem deveria jogar poker.

O finlandês Patrik Antonius é considerado um dos melhores jogadores de poker do mundo.

Tendência 

Pra começar, poker é o esporte que mais cresce no mundo. Estima-se que existam 60 milhões de jogadores só nos Estados Unidos, e o número aumenta a cada ano. No Brasil são cerca de 10 milhões, 6 desses só em mesas virtuais. Além das referências no cinema, como em Casino Royale e Runner Runner (prestes a estrear), livros e música refletem a tendência e dão ainda mais influência social pra quem se dá bem nas cartas.

Capa do single Poker Face (Lady Gaga)

Celebridades 

Famosos também estão se apaixonando pelo esporte. Tanto em eventos de caridade quanto em mesas de apostas altas, sempre é possível localizar um ou outro rosto conhecido.

As celebridades vistas com cartas na mão vêm de vários ramos; Rafael Nadal e Guga, do tênis, Michael Phelps, da natação, e Ronaldo e Piqué, do futebol, são alguns esportistas aficionados. Entre atores, vemos Ben Affleck, Matt Damon, Justin Timberlake, Tobey Maguire e Jon Hamm com frequência nas mesas. Até CEOs, como Tony Hsieh da Zappos, declararam seu amor por poker em artigos e entrevistas.

O ator Ben Affleck (esquerda) e o jogador de tênis Gustavo Kuerten (Guga)

Benefícios

Além de poder se divertir com seus amigos, uma boa mesa de poker pode lhe trazer grandes ensinamentos pessoais e profissionais. O poker exige muito mais do que sorte. Você precisa analisar muito bem seus adversários, a probabilidade de vitória e tudo o que está acontecendo ao seu redor. Não é à toa que o poker é muito praticado em universidades (clique aqui e saiba mais) e tem ganhado cada vez mais espaço entre os CEOs de grandes empresas, como Bill Gates (ex-Microsoft), Tony Hsieh (Zappos) e Bobby Baldwin (CityCenter). As estratégias utilizadas durante uma partida de poker, seja de brincadeira com amigos ou profissional, são as mesmas usadas no ambiente de trabalho e resolvendo problemas na vida.

Bill Gates (esquerda), fundador da Microsoft e o ator Matt Damon

Outra grande lição que podemos aprender com o poker é que perder a mão não significa perder o jogo. Profissionais do poker costumam afirmar que uma das qualidades de um bom jogador é reconhecer que nem toda mão é uma mão vencedora. Em tempos antigos, diríamos: “eu perdi a batalha, mas não perdi a guerra”. 

Aprendendo Poker

O poker é simples de aprender (CLIQUE AQUI E APRENDA). As regras do jogo, como demonstradas na página linkada, são fáceis. A maior dificuldade está em controlar os seus oponentes e a probabilidade de vitória. Você deve controlar as emoções, transparecer apenas o que deseja, e calcular as chances da sua mão. Muito semelhante à vida real, né?

Para aprender, não tem jeito: praticar com os amigos, virtualmente ou em mesas oficiais. Bom jogo!

// Photos Disclosure